• Flavia Kury - Interiores Corporativos

Como utilizar Cores em Ambientes Corporativos

3 (Três) Dicas preciosas para tornar sua empresa mais atraente, sem errar na cor!


Verde aplicado no mobiliário e no teto com suavidade. Pintura do teto feito por Atelier Adriana e Carlota


Ontem participei de uma aula sobre Cores, suas aplicações, inspirações e o que elas podem nos proporcionar, ministradas pelo maravilhoso Atelier Adriana e Carlota, especialistas em criação de pinturas exclusivas em paredes. Foi tão inspirador ver como a natureza é a verdadeira mestra das combinações perfeitas, deixando as análises técnicas quase que desnecessárias! O bege da areia com o azul turquesa do mar e o branco das espumas das ondas formam uma paleta de cores incríveis! A oxidação do bronze que mistura o verde ao marrom num matiz muito especial, as pedras com todas as suas nuances, o corte das montanhas e suas faixas que vão do laranja ao roxo, uma tempestade com seus tons de cinzas e azuis, um dia no deserto de azul intenso e amarelo ouro, uma floresta com ...bom....aqui as cores explodem em sua infinidade quando se tem um olhar mais curioso.



Cidade e relevo de Salta, na Argentina. Cores que se misturam.


Com as descobertas atuais sobre a biofilia e na busca da forma de como podemos incorporar a natureza ao nosso dia a dia, principalmente nos ambientes de trabalho onde ficamos a maior parte do nosso tempo, as cores vem como mais um elemento para agregar essas sensações, não precisam ser invasivas nem fortes, nem representar desenhos específicos, mas sim cheias de nuances e de suavidade de forma que o nosso cérebro sozinho, as interpreta como algo acolhedor e familiar. Sim, e aqui entramos na neurociência, que chama a atenção para a nossas memórias primitivas e inacessíveis, que o cérebro guarda de nossas épocas em que éramos mais inseridos na natureza.

Muitos estudos neurocientíficos estão voltados para este tema e muito se descobriu em relação aos impactos da cor no comportamento das pessoas. Analisando muitos deles, chegamos a conclusão de que a cor impacta de forma diferente em cada um, e não apenas por preferências presentes, mas por experiências pessoais já vividas implícita ou explicitamente.


Então, não podemos nos guiar pelas idéias generalizadas de que o azul acalma, o vermelho agita, o laranja traz atenção e criatividade, o verde concentra, e acreditar que alcançaremos os estados de humor esperados.


Fonte: @officesnapshot

Outro ponto a se considerar e que impacta no efeito da cor sobre as pessoas é o tempo em que se vai ficar exposto a ela, se por um longo período ou por um breve momento de passagem.

A cor, no ambiente corporativo, além de se levar em conta os aspectos acima, deve ainda conversar de alguma forma com a identidade visual da empresa e a marca que ela quer representar.


Fonte: @flaviakury.interiores

Vejam que são muitos os pontos a considerar ao se pensar em cores num ambiente corporativo que impacte de forma positiva aos múltiplos usuários, e que deve ser estudado de forma muito individualizada para cada empresa.

Porém, listamos aqui 3 dicas gerais que podem ajudar a sua empresa a ficar mais atraente, sem se perder no uso da cor:

1. Pinturas na Parede


Use cores neutras e claras nas paredes principais e escolha uma (apenas uma) parede para destacar com cor. Se possível opte por tons mais baixos da cor que se quer visualizar, ou use a cor com misturas de cinzas e brancos, assim você deixa a cor mais leve e gostosa. Vale investir em pinturas especiais, estampas especiais. Contratar um ateliê que desenvolva uma pintura exclusiva é sempre um diferencial que faz muita diferença!

Muita luz natural que da os tons claros e escutas no ambiente, iluminando o azul na parede de fundo.

2. Mobiliários


Para não errar, aposte em estações de trabalho branca, ou cinza ou com tampos amadeirados claros. A mistura de branco e cinza com madeira também vale e fica muito chic! Use cor num tapete, OU em poltronas, OU num sofá, OU numa mesa de centro OU numa poltrona específica (repare no OU que aqui é muito importante). Uma planta por perto pode dar o toque final. Salas de reuniões se dão muito bem com quadros, ou esculturas de parede.


Fonte: @ofs

3. Cor da Marca


Não deixe de utilizar as cores da marca em algum ponto específico do escritório, pode ser na recepção, no próprio logotipo ou num mapa na área administrativa, o que vale é deixar a cor da marca soberana, ou seja, onde ela vai nenhuma outra cor vai também......mantenha o redor bem neuto.




4. Essa vai de presente e é a mais importante:


Conheça a sua equipe, conheça a filosofia da sua empresa. Essa é a melhor maneira de cair fundo no mundo das cores e aproveitar tudo o que ela pode trazer de bom!




Fontes:


Mehta R, Zhu RJ. Blue or red? Exploring the effect of color on cognitive task performances. Science. 2009;323(5918):1226-1229. doi:10.1126/science.1169144

https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/19197022/

Store Atmospherics: A Multisensory Perspective

https://www.academia.edu/26634869/Store_Atmospherics_A_Multisensory_Perspectivec

NELSON, C.A. e BLOOM, F.E. (1997) “Child Development and Neuroscience”. Child Development.

BERNS, G., BLAINE, K., PRIETULA, M., PYE, B. (2013) “Short- and Long-Term Effects of a Novel on Connectivity in the Brain”. Brain Connect.

BIEDERMANN, I. e VESSEL, E.A. (2006) “Perceptual Pleasure and the Brain”, AmericanScientist, 94, May-June.

Paiva, Andrea e Gonçalves, Robson (2018) “Triuno – Neurobusiness e Qualidade de Vida” www.neuroau.com.br

Atelier Adriana e Carlota www.adrianaecarlota.com.br




#escritorioscorporativos #flaviakury #designinteriores #cores #workplacedesign #workplacecollors #neuroarquitetura #biofilia

6 visualizações0 comentário